domingo, 7 de maio de 2017

Sobre um certo alguém.

"Porque muita coisa mudou, e dizem que com o tempo e a maturidade, as pessoas ficam com mais 'preguiça de tudo que não é incrível'. Eu cansei de noites em claro com quem não muda o meu dia. Cansei de minutos ao telefone, com quem não diz exatamente o que eu preciso ouvir. Não sei mais desperdiçar carinhos. Não é qualquer mensagenzinha no celular que acelera meu coração. E entre meu sofá e uma pessoa sem cérebro... deito e durmo tranquilamente(...) E admito, um amor cairia muito bem! Mas amor de verdade, sabe?! Daqueles que transmitem paz só de olhar. Alguém que me aceite com o meu histórico de amores mal sucedidos, e minhas teorias malucas sobre o verbo amar. Alguém de quem eu não precise mais do que a minha própria vida, mas que precise de mim pra vida inteira. Alguém só meu. E que não sinta necessidade de ser de mais ninguém. Porque a felicidade que eu tanto procurava nos outros, eu já encontrei dentro de mim..."

sábado, 6 de maio de 2017

U2 - Where The Streets Have No Name





Where The Streets Have No Name



I wanna run, I want to hide

I wanna tear down the walls

That hold me inside

I wanna reach out

And touch the flame

Where the streets have no name



I wanna feel, sunlight on my face

I see the dust cloud disappear

Without a trace

I wanna take shelter

From the poison rain

Where the streets have no name



Where the streets have no name

Where the streets have no name

We're still building, then burning down love

Burning down love, and when I go there

I go there with you, it's all I can do



The city's a flood and our love turns to rust

We're beaten and blown by the wind

Trampled in dust

I'll show you a place

High on a desert plain

Where the streets have no name



Where the streets have no name

Where the streets have no name

We're still building, then burning down love

Burning down love, and when I go there

I go there with you, it's all I can do



Our love turns to rust

We're beaten and blown by the wind

Blown by the wind, oh, and I see our love

See our love turn to rust



Oh, we're beaten and blown by the wind

Blown by the wind

Oh, when I go there, I go there with you

It's all I can do

Onde As Ruas Não Tem Nome



Eu quero correr, eu quero esconder

Eu quero derrubar as paredes

Que me seguram por dentro

Eu quero alcançar

E tocar na chama

Onde as ruas não têm nome



Eu quero sentir a luz do sol no meu rosto

Eu vejo a nuvem de poeira desaparecer

Sem deixar pista

Eu quero me abrigar

Da chuva ácida

Onde as ruas não têm nome



Onde as ruas não têm nome

Onde as ruas não têm nome

Nós ainda estamos construindo e queimando amor

Queimando amor, E quando eu vou lá

Eu vou lá com você. (Isso é tudo o que eu posso fazer)



A cidade está inundada, e nosso amor se enferruja

Nós fomos malhados e assoprados pelo vento

Esmagados em poeira

Eu te mostrarei um lugar

Acima das planícies desérticas

Onde as ruas não têm nome



Onde as ruas não têm nome

Onde as ruas não têm nome

Nós ainda estamos construindo e queimando amor

Queimando amor, E quando eu vou lá

Eu vou lá com você.(Isso é tudo o que eu posso fazer)



Nosso amor se transforma em ferrugem

Nós fomos malhados e assoprados pelo vento

Soprada pelo vento, oh, e eu vejo o nosso amor

Vejo nosso amor se transformar em ferrugem



Oh, Nós fomos malhados e assoprados pelo vento

assoprados pelo vento

Eu vou lá com você

(Isso é tudo o que eu posso fazer)

Original

Add a playlist

Tamanho

A

A

Cifra

Imprimir

Corrigir


Arrisque mais.

Não é a vida que dificulta as coisas. As pessoas é que tem muito medo de mudar Para arriscar uma felicidade que não é garantida. Todo mundo tem um trauma, um medo, algo que paralise. Mas transformar isso em espaço pra crescer pouca gente faz.
Marla de Queiroz

Viver é....